Friday, July 08, 2005

Comments from 07.07.

Anonymous said...
A administração desta fundação tem ordenados pricipescos, também seria interessante o povo deste país, apesar de ser privada, saber quanto arrecada este pessoal
9:03 AM
Anonymous said...
http://cidadequeimada.blogspot.com
10:37 AM
Anonymous said...
Parabéns Fundação Gulbenkian.
500 mil contos por ano para 25 bailarinos(as), 66 funcionários no total??!E depois só fazem espectáculos praticamente em Lisboa (gostava de saber quantos por ano)?Era bom era... Criem companhias e trabalhem pelo dinheiro, não ficar à espera que ele caia.Aposto que agora vão fazer manifs para o Min. Cultura, para nós todos vos sustentarmos.
Parabéns Fundação Gulbenkian.
12:04 PM
Anonymous said...
Inaceitável.Se o Sr.Gulbenkian estivesse entre nós, jamais permitiria que uma coisa destas podesse acontecer.Demitam-se os incompetentes dos administradores
12:10 PM
Anonymous said...
http://arauxo.blogspot.com/
12:35 PM
Anonymous said...
ISTO É UM CRIME BÁRBARO AO NOSSO PATRIMÓNIO!!!!!!!!!!Para quem está do lado da Administração da Gulbenkian:E se tivessem demolido a Torre de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos ou qualquer outro emblema do nosso património ?
12:56 PM

1 Comments:

Blogger mula ruge said...

A extinção do Ballet Gulbenkian apresenta-se como decisão inesperada e mal justificada pela necessidade da criação de um novo programa de apoio ao novo panorama da Dança... As questões que terão levado à decisão são internas da FCG mas, pedem-se mais e mais claras justificações... Mesmo que a decisão tenha por base questões financeiras: porque é que a FCG não procurou parceiros-mecenas junto de outras fundações ou sociedades - mesmo internacionalmente e não apenas em Portugal - para a manutenção desta importante Companhia? Não compreendo...
A única (ou quase única...) Companhia com uma estrutura estável e contínua de criação mantendo uma grande equipa - com bailarinos contratados a mais do que 1 ou 2 meses, com staff de apoio na área de aulas, ensaiadores, técnicos, costureiras,... com uma história de 40 anos (e que prenda de aniversário recebe!) que passou por várias direcções, renovando sempre o seu reportório, realizando digressões pelo país (embora com maior actividade a este nível nos anos 80, e tendo vindo a perder esta importante função nos últimos anos...com menos espectáculos espalhados pelo país...), que despertou públicos, e fazedores (!) para a Dança em cada novo espectáculo... - acaba!
Ainda recentemente conheci pessoas que nunca tinham visto Dança Contemporânea e que pela primeira vez viram um espectáculo de Dança pelo Ballet Gulbenkian...ficaram amantes de Dança e passaram a ser público... e lamentam já, com muita tristeza, terem-lhes tirado o Ballet Gulbenkian...
Não queremos a extinção do Ballet Gulbenkian com a justificação de que a FCG precisa de acabar com a Companhia para poder financiar um novo programa de apoio à Dança... queremos as duas coisas.. e isso não é pedir muito... facilmente a FCG encontrará parceiros para serem co-mecenas do Ballet Gulbenkian... continuo a não perceber o que é que a extinção do Ballet Gulbenkian tem a ver com a intenção de um novo programa de apoio.... - que presente envenenado... não será?

Catarina Trota.

1:07 AM  

Post a Comment

<< Home